Terça, 22 de janeiro de 2019
(61) 9 8132-2082 | (61) 9 8192-1769 | (61) 9 9581-1957
Você sabia?

15/05/2018 ás 09h54 - atualizada em 15/05/2018 ás 10h00

219

Jonathan Domingos

Brasília / DF

DETROIT: Become Human o que podemos esperar?
O jogo será lançado no dia 25 de maio de 2018, e distribuído por enquanto somente para a plataforma Playstation 4.
DETROIT: Become Human o que podemos esperar?
Reprodução: Imagem da Internet

Já faz 2 anos desde sua apresentação na E3, um jogo projetado por David Cage, e agora falta apenas 10 dias para sua estreia.


DETROT: Become Human se passa num futuro onde “Androide” são usados para solucionar problemas e servirem aos humanos. Com o contexto futurístico, ele e bem semelhante para quem já ouviu falar do filme produzido e dirigido por Alex Proyas: “Eu, Robô”. Só que dessa vez um dos protagonistas a ser jogado na exibição de lançamento do jogo e um androide chamado Connor, que age como força tarefa da Cyberlife (empresa criadora dos androides).



No jogo conseguimos optar por varias escolhas, dentre elas, se a missão será ou não concluída com sucesso. O jogo te das opções, semelhantes ao jogo “UNTIL DAWN”, projetado por Nik Bowen, onde você pode escolher qual rumo a história seguirá, se o rumo será trágico ou não.


Por enquanto a expectativa dos criadores e trazer uma nova formula para os jogos da nova geração, onde o próprio jogador sinta na pele o que o jogo pode oferecer. David fala sobre o que faz Detroit diferente de um jogo da Telltale, e como os gamers estão recebendo o mantra de "toda a escolha importa" divulgado pela Sony. Ele disse que o roteiro do game tem mais de 4 mil páginas e que há centenas de variantes quando se chega ao final.


Tem cenas que são desbloqueáveis que outros jogadores não irão conseguir tão facilmente por terem muitas escolhas de diálogo, ou simplesmente passaram batidos por elas. Há uma lista ao final da cena que mostra o caminho que você escolheu e quantos pedaços continuam trancados, o que deixa o jogador tentado a fazer todos.


A intensidade vem com a preocupação de se ter tomado uma decisão errada e ter matado alguém, por exemplo, e isso é complementado pelo gameplay, mas às vezes o próprio gameplay tira isso de você. Tem cenas que mostra que os botões fazem você sentir a dor do personagem, passo a passo. Fazem você se preocupar com as escolhas, porque faz parecer que são suas escolhas. Em momentos como este, o gameplay é fluido como nunca, mas houve momentos em que o jogador vai sentir que luta com os controles.


No mais, Detroit: Become Human é intrigante porque ninguém mais está criando games assim. A Telltale foca em outros elementos em seus jogos, e a maioria dos outros games de aventura não possui o suporte (e, sem dúvidas, o orçamento) de um estúdio first-party. Esperamos que a mais nova obra de David Cage corresponde ao seu enorme potencial.


O jogo será lançado no dia 25 de maio de 2018, e distribuído por enquanto somente para a plataforma Playstation 4.

FONTE: AzArtes

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium