Millarverse

Netflix divulga quais obras de Mark Millar está desenvolvendo para o streaming

Ainda não há detalhes sobre datas de lançamento dessas novas atrações.

18/07/2018 11h07Atualizado há 1 ano
Por: André Luiz
Fonte: AzArtes
289
Reprodução: Imagem da Internet
Reprodução: Imagem da Internet

A Netflix anunciou sua primeira lista de filmes e séries que serão baseadas nas histórias do escritor de quadrinhos Mark Millar.

Em agosto no ano passado a Netflix adquiriu a Millarworld, empresa de Millar, e desde então vem desenvolvendo projetos com Mark e Lucy Millar, incluindo Magic Order, que foi publicada como a primeira revista em quadrinhos da Netflix.

Séries originais a serem produzidas incluem:

O Legado de Júpiter
1932: Os sonhos de Sheldon Sampson sobre uma misteriosa fonte de poder o levam, seu irmão Walter e um grupo de fiéis seguidores em uma missão ao redor do mundo. O que eles descobrem coloca-os em um curso que separará uma família e alterará o estágio político do mundo.

Décadas depois de sua jornada, Sheldon e Walter são lendas, mundialmente conhecidas por seu heroísmo. Mas a prole treinada para viver à sua imagem caiu desesperadamente curta. Impelido por um escândalo público depois do outro, Chloe e seu irmão Brandon são uma desonra para a geração anterior.

A série atinge seu ponto de ruptura quando um ramo da família derruba o governo e luta para governar a qualquer custo - enquanto os outros devem fugir para sua própria segurança. Mas quando os fracassos dos líderes corruptos o alcançam, o mundo paira a beira do colapso e os heróis escondidos devem emergir para recuperar seu legado.

Steven S. DeKnight (Demolidor, Spartacus, Buffy, o Caçador de Vampiros), que recentemente assinou um contrato com a Netflix, atuará como produtor executivo e produtor executivo, com Lorenzo di Bonaventura e Dan McDermott também atuando como produtores executivos da série. DeKnight também irá dirigir o primeiro episódio.

American Jesus
American Jesus segue um menino de doze anos que de repente descobre que ele retornou como Jesus Cristo. Ele pode transformar a água em vinho, fazer a caminhada paralisada e, talvez, até levantar os mortos! Como ele lidará com o destino para liderar o mundo em um

Everardo Gout (Luke Cage) e Leopoldo Gout servirão como co-showrunners e produtores executivos da série. Everardo Gout também irá dirigir.

Projetos de filmes incluem:

Empress
Queen Emporia é casada com (literalmente) o pior ditador da galáxia, o rei Morax. Depois de escapar de seu palácio com seus filhos, Emporia e sua família, devem se esconder de Morax e seu exército a todo custo - mesmo que seja necessário tele-transportar de planeta em planeta para evitá-los. A escritora Lindsey Beer (Sierra Burgess é uma perdedora da Netflix) está adaptando a história em quadrinhos em um longa-metragem, com Joe Roth e Jeff Kirschenbaum (Malévola) para produzir.

Huck
Em uma tranquila cidade costeira, Huck usa seus presentes especiais para fazer uma boa ação a cada dia. Seus vizinhos retornam os favores mantendo suas habilidades em segredo. Mas quando um recém-chegado alerta a mídia, uma tempestade de fogo entra em erupção, enviando Huck para uma aventura que mudará tudo. Ted Melfi está adaptando a história em quadrinhos em um longa-metragem, com Neal H. Moritz e Toby Jaffe prontos para produzir.

Sharkey The Bounty Hunter
Baseado em uma HQ de Mark Millar ainda não lançada pela MillarworldSharkey the Bounty Hunter conta a história de um caçador de recompensas que rastreia criminosos ao redor da galáxia em um caminhão de sorvete transformado em foguete. Michael Bacall (Scott Pilgrim contra o Mundo, Anjos da Lei) vai adaptar o roteiro. 

Ainda não há detalhes sobre datas de lançamento dessas novas atrações.

E, preparem-se, pois, pela premissa, todos esses títulos devem se conectar de alguma forma — já que a ideia seria transformar o Millarworld em um “Millarverse” dentro da Netflix.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.