Quinta, 15 de novembro de 2018
(61) 9 8132-2082 | (61) 9 8192-1769 | (61) 9 9581-1957
Dica dos Editores

24/09/2018 ás 15h34

139

Jonathan Domingos

Brasília / DF

Resenha crítica do filme “O Autor”
O filme está disponível na Netflix
Resenha crítica do filme “O Autor”
Reprodução: Imagem da Internet

Imagine agora nesse exato momento um filme onde você se encontra preso junto com um personagem que está em busca de dar sentimentos para o livro tão desejado que ele almeja escrever. Espera, vocês não devem estar entendendo nada, afinal de contas que filme é esse? “O Autor”.


Muitos escritores acreditam que a arte deriva da vida, mas original da Netflix (O Autor) leva isso a outros extremos, mostrando como uma pessoa pode “se inspirar” na vida de pessoas que até então não faziam ideia de que estavam sendo retratados em uma obra de ficção. Confira o trailer de "O Autor" abaixo:



Sinopse:


Álvaro (Javier Gutiérrez) sonha em ser escritor, de alta literatura, não um picareta como o escritor de best-sellers que sua esposa Amanda (María León) gosta. Quando ele encontra a mulher o traindo, ele decide largá-la e tirar umas férias do emprego para tentar alcançar seu sonho. Ele começa a provocar conflitos reais para então poder escrever sobre eles, mas ele é a principal vítima dos seus atos.


Enredo com a crítica:


Agora que você entendeu o resumo do resumo vamos lá. Álvaro a todo momento é surpreendido com suas escolha e decisões, até mesmo pra mim que estava acompanhando e tentando entender o filme se tornou “confuso” até o desenrolar de todo a trama.


O filme, lançado pela Netflix, é um suspense dramático adaptado do livro do escritor Javier Cercas, e entretém em todos os seus lances. Vale o play por conta de sua história que, inclusive, pode estar acontecendo com você neste momento. O enredo do filme é ótimo só pelo fato do obvio não se torna obvio.


A parte principal dessa história toda não é os inconvenientes que ocorrem, e sim o fato de que independente da circunstancia ele toma decisões que não há voltas.


Ao se deparar com a traição da esposa e descobrir que seu chefe queria demiti-lo indiretamente, ele percebe que está na hora de buscar o sonho dele custe o que custar.


Decisões difíceis:


A decisão que ele toma de morar sozinho faz com que descubra um meio de dar emoções aos personagens dele, nada genérico, afinal escrever sobre uma pessoa é autenticidade.


No andar do prédio onde ele mora tem um casal onde são estrangeiros que tem suas dificuldades, porém o amor ainda sim vive entre eles, como as paredes são finas ele consegue escutar e gravar toda a conversa deles para formula um novo capitulo de seu livro.


Até que ele descobre que está sendo pouco os acontecimentos, e precisa “recheia mais o seu livro com ideias originais jamais vistas”, com essa atitude ele acaba se enturmando com seus vizinhos e descobrindo cada vez mais um ponto chave da sua obra.


O que te deixa mais curioso para descobrir o que pode acontecer a seguir, Álvaro acaba conhecendo a senhoria do prédio onde ele mora e decide usa ela como uma ponte, para obter mais contato com seus vizinhos. Nesse meio tempo acaba até rolando algo a mais com a senhoria do prédio.


Em primeira mão descobrimos que nunca foi amor, e sim uma forma de começar a manipular quem fica ao seu redor.


Com essas ações percebe-se que pode criar uma história “best-seller”, modificando o que é para ser o ciclo normal da vida, as pessoas ao seu redor acabam se tornando um fantoche em suas mãos. Mal sabia ele que a melhor história era a própria vida.


Certo dia Álvaro ao ouvir novamente a conversa de seus vizinhos ele percebe que estão enfrentando uma grande dificuldade pelo fato da empresa onde o marido estrangeiro trabalha está sendo demitido, o casal começa a ficar preocupado. Mais uma vez ele vê uma grande oportunidade de tirar proveito dessa situação para enriquecer sua obra.


Ele percebe que pode aproximar do casal sem eles mesmos notar que estão sendo manipulados, e nessa hora que você fica surpreso com a engenhosidade do ser humano.


Ele se diz ser um dos melhores advogados na área trabalhista e oferece olhar o contrato da empresa onde trabalha, nisso Álvaro leva para um amigo para obter uma análise, e descobre que tem como entrar com recursos e que ganharia “molezinha”. Porem o objetivo de Álvaro não é ajudar ninguém nessa história e sim conseguir escrever seu livro.


Ao retornar ao casal, diz que “não há possibilidades de entrar na justiça e que seria perca de tempo e dinheiro”, o casal fica desesperado e decide se muda. Nessa hora Álvaro percebe que está perdendo o marco de sua história e decide jantar com o casal para persuadi-los a roubar um dos vizinhos que mora naquele prédio.


No jantar ele começa estrebuchar mentiras para fazer com que o casal ache uma ótima ideia roubar um senhor idoso que mora no andar acima do deles, diz que o senhor e racista e preconceituoso com estrangeiros. Nisso ele percebe que está dando certo o argumento, e repete até a senha do cofre para o casal diversas vezes com um tom irônico.


Quando tudo parece está decidido por ali mesmo o casal ainda sim decide se mudar e pede emprestado a caixa de ferramenta de Álvaro para desmontar alguns moveis, ele acaba emprestando. Na mesma noite ele é acordado com gritos da senhoria de que o vizinho do andar de cima está morto.


Em nenhum momento cai a ficha de que Álvaro seria incriminado, até que a policia bate em sua porta e decide prende-lo pelo fato de uma “chave de fenda” ter sido encontrada no apartamento do senhor assassinado, com digitais e sangue de Álvaro. Ele tenta argumentar mais não consegue porquê as evidencias são enormes contra ele, até que percebe que caiu na própria trama de sua história a caminho da prisão.


Dessa forma acaba um grande filme com um final inesperado até mesmo pra mim que estava querendo um pouco mais de “romance, traição e dramas”, como eu disse o filme é ótimo e aconselho você leitor que tinha a dúvida se merece ou não ser assistido. Divirta se é um bom filme.

FONTE: AzArtes

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Jonathan Domingos

Jonathan Domingos

Blog/coluna Lolzeiro
Mais lidas
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium