ALMUB

Academia de Letras e Música do Brasil (ALMUB) faz aniversário com posse de novos membros, homenagens e nova coletânea.

A Academia de Letras e Música do Brasil (ALMUB) celebrou seus 43 anos de sua fundação

25/10/2019 14h49Atualizado há 2 semanas
Por: André Luiz
Fonte: Texto: Vanessa Vaz Cattan, jornalista e escritora.
201
Juramento das novas empossadas - Foto de Nelson Fleyry
Juramento das novas empossadas - Foto de Nelson Fleyry

No dia 23 de outubro, a Academia de Letras e Música do Brasil (ALMUB) celebrou seus 43 anos de sua fundação, empossou novos membros imortais, fez a entrega do troféu Claúdio Santoro, criado por ocasião do centenário de seu nascimento, e lançou a coletânea “ Um Novo Olhar” , na sede do Parlamundi, em Brasília.

A mesa de honra foi composta pela escritora Basilina Pereira, Presidente da Academia de Letras e Música do Brasil; pelo maestro Sebastião Theodoro Gomes, Vice-presidente da ALMUB, pela presidente da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil (AJEB) Margarida Drumond de Assis, pela presidente do Rotary Clube-Lago Norte, Tânia Gomes e pelo presidente da Associação Nacional de Escritores (ANE), Fabio de Sousa Coutinho.

No discurso de abertura, a presidente da ALMUB, escritora Basilina Pereira destacou a missão da Academia de fomentar a cultura, literatura e música brasileira de norte ao sul do país. Em seguida, o Coral Alegria, que é o Coral oficial da Academia, cantou o Hino Nacional Brasileiro, seguido de mais duas músicas, sob a regência da maestrina Ana Boccucci, também almubiana.

Na segunda parte da cerimônia– com o auditório cheio, foi realizada a posse dos novos membros da entidade, quando, um de cada vez, foi chamado para receber o kit de posse (Pelerine, Medalha e Diploma), Na sequência, um de cada vez, pôde também fazer uso do microfone para suas respectivas considerações.  Tomaram posse, tornando-se imortais da ALMUB, os seguintes acadêmicos: Clinaura Macedo, Mirella Righini, Nilva de Souza Cabral Lopes,Patrícia Garrote, Sarah Schmorantz Maldonado de Carvalho e Vanessa Vaz Cattan.

Entrega dos troféus  e lançamento de Nova Coletânea

Livro Coletânea - Foto de Nelson Fleyry
Livro Coletânea - Foto de Nelson Fleyry

Receberam os troféus Cláudio Santoro as seguintes personalidades, que contribuem significantemente para o desenvolvimento da ALMUB e para a cultura nacional:  O presidente da Associação Nacional de Escritores (ANE) Fabio de Sousa Coutinho; a viúva Ludmila Vinecka, em homenagem póstuma a seu marido violoncelista Antônio de Pádua Guerra Vicente; a viúva Creusa Cerqueira, em homenagem póstuma a seu marido Luiz Carlos Cerqueira, ex-presidente da Almub; a regente do Coral Alegria; e Ana Boccucci e o maestro Sebastião Theodoro Gomes, vice-presidente da Almub.

 homenageados com os troféus - Foto de Nelson Fleyry
 homenageados com os troféus - Foto de Nelson Fleyry

Ainda na mesma noite, aconteceu o lançamento oficial da Coletânea intitulada “Um Novo Olhar”, uma antologia que reúne trabalhos de acadêmicos e escritores convidados a participar desta edição comemorativa, que celebra o 43º aniversário da ALMUB.

Encerrando a noite, os acadêmicos e convidados participaram de um coquetel comemorativo na sede Parlamundi.

Saiba mais sobre a ALMUB

Instituição de âmbito nacional, sem fins lucrativos, a Academia de Letras e Música do Brasil-ALMUB foi fundada em 23 de outubro de 1976, em Brasília, pela escritora Arlette Pereira da Costa. Seu patrono é o fundador de Brasília, Juscelino Kubitschek, que ocupa a Cadeira nº 1.

Com sede e foro em Brasília-Distrito Federal, a ALMUB tem por finalidade promover, fomentar e divulgar a Cultura, no âmbito das Letras e da Música nas esferas intelectuais do país.  Desde sua fundação, por esta Academia passaram expressivos nomes que deixaram exemplos do ideal de fazer e difundir a cultura. Eles são sempre lembrados o que consolida a imortalidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.