Terça, 19 de Outubro de 2021
Brasília Diversão

Pedalinho do Parque da Cidade está reativado após décadas de abandono

Revitalização do espaço, que marcou gerações de brasilienses, será legado de festival inédito no país

12/10/2020 às 21h07 Atualizada em 02/11/2020 às 16h40
Por: Caroline Gonçalves
Compartilhe:
Divulgação Croqui Flutua
Divulgação Croqui Flutua

O Novo Pedalinho será inaugurado no dia 30 de setembro, na sessão de estreia do Flutua, evento inédito no país que irá promover, no período até o dia 31 de outubro, festival música, cinema e teatro a bordo de boias gigantes de bichos ancorados no laguinho do parque. Público poderá concorrer a ingressos para o filme Titanic (estreia) no instagram oficial do festival: @festivalflutua

 

Localizada no estacionamento dez do Parque da Cidade (DF), o maior da América Latina, a área dos pedalinhos ganhou novas estruturas e instalações coloridas, divertidas e sustentáveis. O Novo Pedalinho também passou a ter caiaques, nova iluminação e um pier feito de madeira plástica ecológica. Isso foi realizado a partir da parceria público-privada entre a administração do Parque da Cidade e o Festival Flutua.

 

Responsável pelo projeto, a arquiteta e designer de interiores Renata Cortopassi explica que a intenção da reforma é mesclar diversão e arte com bens duráveis, sustentabilidade e custo-benefício a partir do reaproveitamento de materiais.

"Essa reforma tinha que ser muito divertida para realmente trazer vida de volta àquele lugar que há tanto tempo estava abandonado. E para contrapor essa sensação de abandono, eu propus utilizarmos as mesmas cores do evento na identidade visual: rosa, amarelo e azul", comenta.

 

Acessibilidade e sustentabilidade

 

Além de cores, formatos e texturas, o piso também foi adaptado com rampas de acesso para cadeirantes. Já o pier, foi reconstruído com madeira sustentável. Também assinado pelo Studio Renata Cortopassi, o Novo Pedalinho ganhou iluminação de LED, que garante a economia de energia, e postes de luz miniaturas, que além de mais segurança, também decoram e dão um toque de sofisticação e bem-estar ao local.

 

"O pier estava muito perigoso e em uma condição muito precária. Foi refeito com uma madeira plástica, que é um material 100% reciclado, que vem de uma indústria super limpa que aproveita resíduos industriais de fábricas de papel. Esta madeira é toda feita a partir do aproveitamento de resíduos plásticos, que são ótimos e que contam com uma cobertura que imita a madeira, mas que é muito mais durável e de difícil desgaste", explica.

 

Na avaliação de Igor Shiratori, assessor do Parque da Cidade, a iniciativa não só atende aos anseios da população e da administração do Parque da Cidade, mas também à necessidade de alternativas seguras de lazer em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). 

 

"Dentro desse contexto, quando nos foi apresentado o projeto Flutua, vimos uma excelente oportunidade para realizar um evento diferente de tudo o que já aconteceu, e que além de movimentar o cenário dos eventos com essa inovação, traz a nostalgia da época em que nosso lago era navegado pelos pedalinhos.", aprova.

 

Pedalinho do Parque da Cidade

Data: até 31 de outubro

Horário: manhã e tarde, fora dos horários do Festival Flutua Brasília

A partir de novembro, em tempo integral

Pedalinho: R$ 50 (para 2 pessoas)

Caiaque Duplo: R$ 40 (para duas pessoas)

Caiaque simples: R$ 20

*Desconto de 50% para quem já tiver ingressos do evento

Festival Flutua Brasília

Data: 1º a 31 de outubro

Horários: de segunda à quinta, das 18h às 0h30 e nos finais de semana, das 15h às 2h

Local: Parque da Cidade (altura do estacionamento 10)

Ingressos: R$ 70 para duas pessoas, e R$ 140 para quatro pessoas (de segunda a quinta); R$ 80 para duas pessoas, e R$ 160 para quatro pessoas (sexta, sábado e domingo)

Informações: @festivalflutua (instagram)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias