Segunda, 08 de Março de 2021
(61) 9 8132-2082
Lista Séries Nacionais

3 Séries nacionais para maratonar

As produções brasileiras estão cada vez ganhando mais força, provando que nem só de Hollywood vive o cinema

12/02/2021 10h38 Atualizada há 3 semanas
170
Por: Ludmilla Gonçalves
3 Séries nacionais para maratonar

 

Há algum tempo o Brasil tem produzido mais do que novelas. Os serviços de streaming se popularizaram e multiplicaram aos montes, com isso as séries entraram de vez no gosto das pessoas, e não seria diferente com os brasileiros. O que não falta são produções de qualidade e para todos os públicos, provando que nem só de Hollywood vive a cinematografia. 

 

As Five (IMDb 8,6)

 

Série original Globoplay, produzida pelo cineasta e roteirista Cao Hamburger, é um spin-off de Malhação: Viva a Diferença, vigésima quinta temporada, que levou o prêmio do Emmy Internacional, na categoria de melhor série infanto juvenil. Mas diferente de Malhação, As Five é uma série adulta, com outra narrativa. Protagonizada pelas garotas do Vagão, Keyla (Gabriela Medvedovski), Ellen (Heslaine Vieira), Lica (Manoela Aliperti), Tina (Ana Hikari) e Benê (Daphne Bozaski), a série retrata a história das cinco amigas, após seis anos do término do ensino médio. 

 

Keyla é mãe solo e engravidou na adolescência; Ellen é focada nos estudos e enfrentou muitos obstáculos para alcançar seus objetivos; Lica é lésbica e sempre viveu intensamente, mas agora está sem emprego e sofre cobranças da mãe; Tina é DJ e passou por uma grande perda no caminho; Benê é uma jovem mulher autista que está descobrindo sua sexualidade. Agora, depois de adultas, os desafios são outros, e são essas questões que a série aborda. A segunda temporada já está confirmada, mas sem data de estreia. 

 

Bom dia, Verônica (IMDb 7,6)

 

Dirigida por José Henrique Fonseca e produzida pela Netflix, a série de drama e suspense é baseada no romance homônimo de Ilana Casoy e de Raphael Montes. Apesar da adaptação não ser na íntegra do livro, a série é intensa, trata de assuntos delicados, mas de uma forma que a distingue das demais séries policiais. Protagonizado por Taína Müller, e outros grandes atores como Camila Morgado e Eduardo Moscovis. 

 

A série conta a história de Verônica, escrivã que trabalha na Delegacia de Homicídios de São Paulo. O desenrolar dos acontecimentos ocorre depois de um suicídio e uma ligação anônima. A partir daí, Verônica tenta desvendar uma rede de mentiras e manipulações, que envolvem assassinatos e violência doméstica. A série foi renovada para a segunda temporada, mas ainda não há previsão de estreia. 

 

Desalma (IMDb 7,2) 

 

Dirigida por Carlos Manga Junior e escrita por Ana Paula Maia, a série de suspense sobrenatural foi lançada em 2020, e exibida no Festival Internacional de Cinema de Berlim. A fotografia é impecável. Produzida pela Globoplay, conta com grandes nomes no elenco, como Cássia Kis (Haia Lachovicz), Cláudia Abreu (Ignes Skavronski Burko) e Maria Ribeiro (Giovana Skavronski). A história começa com o desaparecimento de Halyna Lachovicz, interpretada por Anna Melo, durante o festival pagão Ivana-Kupala. Durante anos a cidade fictícia de Brígida, fundada por imigrantes ucranianos, é assombrada por estranhos acontecimentos, enquanto rituais de bruxaria trazem de volta as almas daqueles que já morreram. 

 

Desalma não é uma série para dar sustos, em entrevista à Folha de São Paulo, Carlos diz que “Mesmo que nada aconteça, você sente um desconforto naquela atmosfera. Os elementos sobrenaturais existem porque eles fazem parte dessa atmosfera mística, dessa atmosfera carregada de metafísica.” Para o diretor, a série é sobre as dificuldades de aceitar as perdas. A segunda temporada já está confirmada, a previsão é que as gravações comecem em março de 2021.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ludmilla Gonçalves
Sobre Ludmilla Gonçalves
Jornalista, libriana, bruxa e feminista.
Mais lidas
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias