Sábado, 31 de Julho de 2021
(61) 9 8132-2082
Artistas Música

Arte e família: União e esperança através da música

Entrevista com Luís Gustavo

31/03/2021 15h53 Atualizada há 4 meses
283
Por: Yasmin Rajab
Foto por: Luís Gustavo
Foto por: Luís Gustavo

Na maioria das vezes, a família é a base de ensinamento e inspiração, afinal de contas, é através dela que nos moldamos conforme crescemos. No caso do Luís Gustavo Rodrigues dos Santos, o gosto e a paixão pela música surgiram por conta de seu pai, que é músico profissional. 

A profissão do pai permitiu que Luís tivesse contato com a arte desde quando era apenas uma criança, e hoje, aos 23 anos de idade, o jovem é cantor, compositor e ainda toca instrumentos musicais, como teclado e violão. 

Aos 7 anos de idade, Luís começou a fazer apresentações na igreja em que frequenta e ao lado do pai em festas de casamento. Ele possui ainda o desejo de ter o seu próprio CD gravado, já que possui sete composições autorais prontas. 

Além da paixão que possui pela música, Luís conta que o contato com a arte também o ajudou a passar por situações difíceis, incluindo um período de depressão. Durante suas apresentações, o jovem conta que busca transmitir uma sensação de paz através da música.  

Além da música, o cantor já participou de aulas de dança de vários estilos, como valsa e ballet, e mesmo não tendo continuado, sente vontade de retornar, e desta vez aprender ballet contemporâneo. Outro desejo dele é participar de competições musicais, como o programa televisivo The Voice Brasil, transmitido pela Rede Globo.

Luís acredita que “todo mundo pode desenvolver uma técnica musical”. Para ele, aqueles que possuem vontade de aprender música podem se capacitar e se aprimorar, seja no canto ou em instrumentos musicais.

Confira a entrevista completa abaixo: 

- Quais instrumentos você toca? 

Eu canto e toco. Toco violão e teclado. 

- Você toca profissionalmente ou apenas como hobbie?

Já toquei profissionalmente, mas hoje eu toco na igreja e também faço algumas gravações em estúdio. 

- Você tem CD gravado? 

Ainda não, estou com um projeto de gravar um CD, mas ainda não saiu do papel. 

- O que te motivou a gostar de música? 

Foi antes de eu nascer, porque meu pai é um músico profissional então eu já cresci na minha casa ouvindo música. 

- De onde você encontra motivação para escrever?

Das coisas do dia a dia, e de histórias bíblicas também. 

- O que te motivou a começar a cantar na igreja? 

Eu sempre gostei muito de música, já tocava bastante, então quando comecei a tocar na igreja, não sei explicar, é um amor por música, desde a infância mesmo. 

- Qual a importância da arte na sua vida? 

Sempre me ajudou muito, porque a música também me ajudou a vencer alguns problemas como depressão e outras coisas, então sempre foi um refúgio. 

- E em quais aspectos a música te ajudou?

Quando eu tive depressão a música era meio que a única saída que eu tinha, era a única coisa que eu gostava de fazer, então me ajudou a passar por todos esses problemas também. 

- Você aprendeu a tocar e cantar sozinho?

Sim, meu pai me ensinou o básico quando eu era mais novo, dos 7 aos 8 anos, e quando vim morar com minha mãe eu desenvolvi tudo sozinho na marra mesmo, pegava o instrumento e ia tocando até sair alguma coisa. 

- Tem alguma situação marcante? 

A mais marcante hoje foi quando alguns amigos e eu estávamos fazendo um culto na laje e víamos pessoas sendo tocadas por Deus nas praças, ruas e em suas casas, e depois recebemos também inúmeros relatos de curas. 

- O que espera para o futuro?

Tenho vontade de levar essa boa notícia ao máximo de pessoas que eu conseguir e na área da música também tenho alguns projetos de abrir um estúdio de gravação. 

- O que quer passar para o público quando se apresenta?

Acredito que a mesma sensação de paz que eu sinto quando eu toco e estou cantando, tipo a sensação de liberdade, e demonstrar o amor de Deus para com as pessoas. 

- Faz mais algo além de tocar e cantar?

Quando eu era pequeno eu dançava, eu fazia aula de dança na escola, eu fiz aula de ballet, valsa e mais algumas danças de dupla. Tem muito tempo que eu não danço, sinto vontade de voltar a dançar. 

- Você tem algum lema que leva para a sua vida?

Muitas pessoas que me veem tocar me falam “ah você tem um dom muito bonito, eu queria saber tocar, mas eu não nasci com esse dom”, mas isso para mim não é verdade. Eu acredito que todo mundo pode tocar um instrumento ou cantar e tudo mais, não existe essa coisa de “ah, não tenho dom para cantar, não tenho dom para tocar”. 

Acredito que todo mundo pode se capacitar para tocar porque tudo o que eu toco hoje foi fruto de muito esforço, não foi de uma hora para outra, então acredito que todo mundo pode desenvolver uma técnica musical. 

Currículo do artista: 

Nome: Luís Gustavo Rodrigues dos Santos

Idade: 23 anos

Quem sou eu: Estudante, cantor e compositor

Como prefere ser chamado: Luís

Redes Sociais: @luis_gustavo_r

Onde mora: Arniqueiras - Distrito Federal

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Yasmin Rajab
Sobre Yasmin Rajab
Jornalista, brasiliense, apaixonada pelo universo cinematográfico e musical. Procurando sempre aprender mais e mais. Metade de mim é amor, e a outra metade também.
Mais lidas
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias